0
Entre em contato info@fitzz.com.br
Ligue para nós (48) 99110-8989
Acessar minha conta
  • HOME
  • CATÁLOGO
  • PERGUNTAS FREQUENTES
  • CONTATO
  • BLOG
  • Conheça a diferença entre as posições dos motores

    Quem já não se questionou em saber qual a diferença? Qual é a melhor opção? Dianteiro, traseiro, central?

    Em meio a tantos tipos de motores elétricos no mercado, escolher o modelo ideal é uma tarefa que pode parecer complicada. Pensando nisso, a Fitzz reuniu as principais diferenças entre as posições para tornar a sua pesquisa mais fácil e te ajudar nessa decisão importante. Vamos lá!

    Vamos começar com o queridinho, o motor dianteiro.

    ➡️ DIANTEIRO

    Motor de fácil instalação e ideal para uso urbano, sem subidas muito íngremes ou subidas com cascalho, ideal para estrada de asfalto.

    Motor de cubo dianteiro 350W 36V.
    • O motor de cubo dianteiro não interfere com a parte da bicicleta essencial, que é a mecânica da tração humana, marchas e corrente;
    • Proporciona tração nas duas rodas (dianteira por conta do motor e traseira por conta da combinação de marchas);
    • Boa distribuição do peso (motor na frente e restante atrás);
    • Desgaste dos pneus mais distribuído entre frente e atrás;
    • Menos desgaste da corrente por conta da posição do motor;
    • Não interfere nas marchas – a bike pode não ter marchas ou ter marchas, pode ter marchas frontais, multiplicando as possíveis combinações (Por exemplo 7 trás x 3 frente = 21 marchas ou 12 trás x 2 frente= 24 marchas).
    • O comportamento de dirigibilidade excelente, já que se pode considerar como sendo mito, a ideia de que tração na roda de frente desvirtua a manobrabilidade.
    • Baixa necessidade de manutenção nos raios do aro por conta da posição do motor.

    Em nosso catálogo temos duas opções de motores de cubo dianteiro. São eles:

    Cubo dianteiro 350W 36V, clique aqui!

    Cubo dianteiro 350W 36V Torque, clique aqui!

    ➡️ TRASEIRO

    Bom para subidas com cascalho ou de terra, também é ótimo para estradas de asfalto. Muitos usam para trilhas, onde tem subidas mais “escorregadias”, caso em que o motor dianteiro pode derrapar.

    Motor de cubo traseiro 350W 36V Torque.
    • Tração traseira: bom para trilhas, trilhas leves, não serve para trilha pesada estilo Downhill;
    • Ideal para quem precisa transitar em estrada de asfalto, de terra ou com cascalho;
    • Por ser motor traseiro, em subidas, não vai derrapar tão facilmente (como se fosse motor dianteiro).
    • Necessidade de manutenção nos raios do aro por conta da posição do motor (parte traseira sofre mais impacto, logo, precisa de mais cuidado no dia a dia – no uso e na manutenção da parte mecânica da bike).

    Em nosso catálogo temos cinco opções de motores de cubo traseiro. São eles:

    Cubo traseiro para catraca de rosca 350W 36V, clique aqui!

    Cubo traseiro para catraca de rosca 350W 36V Torque, clique aqui!

    Cubo traseiro para cassete 350W 36V Torque, clique aqui!

    Cubo traseiro para FATBIKE catraca de rosca 500W 36V, clique aqui!

    Cubo traseiro para cassete 750W 48V Torque, clique aqui!

    ➡️ CENTRAL

    O motor alto torque com a tecnologia tração central proporciona uma capacidade inigualada de subir aclives, desde que instalado em bicicleta com marchas. Muita naturalidade de pedalar graças ao sensor torque, que hoje ainda é exclusividade de bicicletas de padrão mais alto. Esse sistema permite que a bicicleta ande como se você fosse bem mais forte, incrementando e diminuindo a força junto com o seu esforço orgânico. Então ele acata com o que sua inteligência quer fazer, recebendo os comandos automaticamente pelo sensor torque. Multiplica sua força várias vezes, dependente do nível de apoio escolhido.

    Motor central com sensor torque 350W 36V.
    • É uma tecnologia mais evoluída, e já pensada para um conforto maior de quem já gosta de pedalar e quer aquele apoio especial na pedalada.
    • Tração traseira: bom para trilhas, trilhas leves, não serve para trilha pesada estilo Downhill;
    • Na logística e no transporte é bem mais compacto, porque não tem aro acoplado a ele;
    • Nas subidas, a rotação do motor pode ser mais alta, usando marcha pequena, e isso faz que na subida ele esteja numa faixa de rotação com eficiência maior do motor e sem perigo de aquecimento excessivo;
    • Distribuição de peso: entre as duas rodas: é ideal;
    • Uma grande vantagem é que o motor central (mid motor) aproveita as marchas da bicicleta e desse modo, com marcha pequena pode subir aclives fortes e com marcha grande pode andar rápido;
    • Motores no cubo (frente ou trás) precisam ser muitas vezes mais fortes para proporcionar o mesmo apoio na subida. Sendo assim um motor central com sensor torque de 350W pode ser o suficiente;
    • Um motor de 350W fica dentro da legislação brasileira para bicicleta elétrica equiparada à bicicleta convencional (anda na ciclovia, não precisa de habilitação, nem de seguro, nem de licenciamento do veículo);
    • Facilidade de converter a bicicleta: menos elementos a serem instalados, não precisa trocar nenhuma roda. Menos fios a vista. O módulo já é interno ao motor. O display de entrada já é de LCD.
    • Baixa necessidade de manutenção nos raios do aro por conta da posição do motor.

    Em nosso catálogo temos uma opção de motor central. Segue:

    Motor central 350W 36V com sensor torque, clique aqui!

    E então… para seu estilo, qual a melhor opção?

    Dúvidas? Respondemos com alegria por email ou whatsapp!

    Seu carrinho 0 itens

    Carrinho vazio